Câmara de Ponta Delgada anuncia "mudança de paradigma" nos transportes públicos

Câmara de Ponta Delgada anuncia "mudança de paradigma" nos transportes públicos

 

Lusa/AO online   Regional   24 de Abr de 2015, 19:28

A Câmara Municipal de Ponta Delgada anunciou uma "mudança de paradigma" no transporte coletivo de passageiros na cidade, a partir de quarta-feira, que visa implementar uma espécie de "metro de superfície".

 

"A introdução dos 'minibuses' foi ontem para Ponta Delgada uma novidade, mas hoje e para amanhã o saber adquirido da experiência ao longo destes anos permite retirar informação e sobretudo vontade para a mudança de um paradigma. Nós vamos prestar um melhor serviço público às pessoas", afirmou o presidente da autarquia, José Manuel Bolieiro.

O autarca da maior cidade açoriana falava numa conferência de imprensa onde apresentou o novo modelo de transporte coletivo de passageiros de Ponta Delgada (em 'minibus'), frisando que essa mudança pretende "abdicar de uma lógica de contratação de serviços" e apostar "numa política pública de apoio ao passageiro" para incentivar o uso de transportes públicos e também "aliviar a sobrecarga" de utilização de carros no centro histórico.

A ideia é implementar uma espécie de "metro de superfície para assegurar qualidade e conforto ao passageiro, com fiabilidade nos horários, assegurando também a sustentabilidade dos serviços para as empresas em mercado aberto a funcionar", referiu.

José Manuel Bolieiro adiantou também que a autarquia pretende "num futuro próximo" a integração deste novo modelo no Plano Integrado de Transportes Terrestres, que permitirá que um passageiro de uma carreira interurbana com um passe possa também circular num transporte urbano sem necessidade de novos bilhetes e a circulação entre as três linhas 'minibus' (miniautocarro) com o mesmo bilhete.

"O que pretendemos é que, por parte da região, em vez da abertura de concursos públicos, seja através da concessão que a região atribui [o serviço] aos transportadores no contexto da ilha de São Miguel e depois ter por parte da câmara a autorização e circulação nas ruas da cidade", explicou.

Por isso, vai decorrer "uma fase transitória de seis meses com a contratação de serviços por ajuste direto" ao mesmo operador que atualmente presta o serviço, a empresa Varela, que utilizará viaturas novas adquiridas à União de Transportes dos Carvalhos (UTC), segundo disse o autarca, esclarecendo ainda que no futuro a política do município não é a de contratação de um serviço público, mas de "apoio ao passageiro".

O novo sistema para o transporte coletivo de passageiros na cidade de Ponta Delgada resulta de um estudo realizado por Álvaro Costa, especialista em transportes, consultor da região para o Plano Integrado de Transportes Terrestres e conselheiro da autarquia.

As alterações incidirão sobre os circuitos atuais dos 'minibuses' para obter "mais celeridade", com redução de tempo de espera, da distância e redefinição do percurso de paragens, a par da introdução de três tipos de passes mensais, um geral, outro para estudantes e um passe sénior, e com utilização ilimitada por dia.

Mantêm-se as mesmas três linhas (A,B,C) e o investimento para estes seis meses ronda os 75 mil euros.

Álvaro Costa disse que a ideia foi "tentar simplificar a rede, o tarifário e imprimir uma maior atratividade na circulação entre linhas".

"Ao mesmo tempo, tentamos compatibilizar isto com as políticas com o Governo [Regional], ou seja, integrar também com as linhas que vêm de fora da cidade. É um processo que vai permitir integrar no futuro com o que vier a ser implementado a nível regional", acrescentou.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.