Buscas em todo o país por mãe de crianças mortas


 

Lusa/AO online   Nacional   20 de Dez de 2012, 08:34

Duas crianças de um e três anos morreram esta quinta-feira na localidade de Preses, Alenquer, distrito de Lisboa, alegadamente assassinadas pela própria mãe, suspeita de deitar fogo à habitação, disse fonte da GNR.

O “duplo homicídio de menores por fogo na habitação” deixou “uma suspeita, a mãe das vítimas, que se pôs em fuga”, adiantou à Lusa o oficial de dia ao plano geral da GNR.

Fonte dos bombeiros de Merceana, concelho de Alenquer, indicou à Lusa que as vítimas são dois meninos de um e três anos, mortos por “paragem cardio-respiratória por inalação de fumos”.

Também o oficial de dia da GNR refere que apesar do incidente ter começado com um incêndio, os menores não morreram carbonizados, supondo-se terem sido vítimas de “inalação de fumos”.

“O INEM esteve a tentar reanimá-las, mas não conseguiu”, observou a mesma fonte.

As crianças tinham um ano e três anos, confirmou à Lusa fonte do Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Lisboa, acrescentando que ainda estão no local as duas Viaturas Médicas de Emergência e Reanimação (VMER) chamadas para tentar reanimar as vítimas.

Fonte do CDOS revelou ainda que “incêndio” começou pelas 22:09, numa habitação unifamiliar.

No combate às chamas estiveram os bombeiros voluntários de Merceana e os de Alenquer, que mobilizaram para o local 15 homens, um veículo de combate a incêndios urbanos e duas ambulâncias, disse à Lusa fonte dos voluntários de Alenquer, acrescentando não poder adiantar qualquer outra informação.

Entre os operacionais ainda presentes no local somam-se elementos da GNR, da Proteção Civil, dos bombeiros de Alenquer e de Merceana.

 

De acordo com a GNR, o alerta foi dado às autoridades pelas 21:55.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.