Brasil não está a disputar a liderança com nenhum país


 

Lusa / AO online   Internacional   21 de Jan de 2010, 17:46

O ministro brasileiro de Relações Exteriores, Celso Amorim, disse esta quinta-feira que o Brasil não está a disputar a liderança com nenhum país sobre a coordenação da ajuda humanitária ao Haiti.
Amorim referiu que os brasileiros estão a cumprir a sua tarefa dentro da Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah) e destacou que a existência de rivalidades são “suposições mesquinhas”.

“Não estamos a disputar liderança com ninguém. O Brasil, dentro da Minustah, está a desempenhar a sua tarefa. Os Estados Unidos estão mandando forças de ajuda efectiva na parte humanitária”, declarou à imprensa no Rio de Janeiro durante o velório do vice-representante do secretário-geral da ONU para o Haiti, o brasileiro Luiz Carlos da Costa, morto no terramoto.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.