Liga Sagres

Braga bate Sporting e mantém pleno de triunfos sobre "grandes"

Braga bate Sporting e mantém pleno de triunfos sobre "grandes"

 

Lusa/Aonline   Futebol   29 de Jan de 2010, 21:09

O Sporting de Braga cimentou a liderança da Liga de futebol, ao vencer o Sporting, com um golo de Paulo César (1-0), e aumentar para 15 pontos a diferença em relação à equipa lisboeta

Com este triunfo, a equipa bracarense continua a sua caminhada rumo ao título, ainda que esse objectivo não seja ainda assumido pelos responsáveis da equipa.

Com mais um jogo disputado, já que abriu a 17.ª ronda, conta mais três pontos do que o Benfica (recebe o Vitória de Guimarães) e nove em relação ao FC Porto (desloca-se ao reduto do Nacional), que jogam este sábado.

Já o Sporting terá dito, em definitivo, adeus ao título, já que 15 pontos (e desvantagem no confronto directo com o Braga) são uma distância considerável quando faltam jogar 12 jornadas.

A equipa “leonina” até entrou melhor no jogo, personalizada, com a posse da bola e a comandar os destinos do jogo, sendo que a da casa só em lances de bola parada chegava à área contrária.

Aos 27 minutos, nota para uma combinação entre Saleiro e Liedson, mas Eduardo antecipou-se ao luso-brasileiro e anulou o perigo.

Mas, o Sporting de Braga sofre muito poucos golos (apenas um em casa) e é uma equipa muito eficaz, pelo que aos 31 minutos, num lance algo fortuito, tendo em conta a corrente de jogo, Paulo César inaugurou o marcador.

O experiente avançado brasileiro tirou Miguel Veloso e João Pereira do caminho e rematou forte, a bola ainda tocou em Tonel e a trajectória da bola enganou Rui Patrício.

A equipa orientada por Domingos Paciência ganhou ânimo e, pouco depois (35 minutos), Alan rematou com algum perigo, mas Rui Patrício defendeu com segurança.

O Sporting respondeu logo a seguir (36 minutos), com uma excelente iniciativa de Carlos Saleiro culminada com um remate de muito longe que obrigou Eduardo a aplicar-se.

Mas, o Braga já tinha “acordado” e Hugo Viana esteve muito perto de aumentar o marcador na conversão de um livre directo - a bola saiu a rasar o poste esquerdo.

O Sporting, contudo, só não empatou porque Liedson falhou uma grande oportunidade aos 41 minutos: Grimi centrou da esquerda, Eduardo deixou escapar a bola e o ponta-de-lança rematou de imediato para a baliza deserta, mas a bola saiu um tudo ou nada por cima.

No minuto seguinte, novamente Hugo Viana em foco a rematar cruzado e rasteiro para uma grande defesa de Rui Patrício.

A segunda parte continuou a ser jogada a um ritmo elevado, mas com menos motivos de interesse, ou seja, menos lances de perigo ou oportunidades de golo.

O Sporting queria, mas era incapaz de desmontar a teia defensiva dos bracarenses, que controlavam o jogo a seu bel-prazer, ainda que sem arriscar minimamente no ataque.

Aos 80 minutos, Eduardo lesionou-se e teve que ser assistido o que originou sete minutos de descontos e foi nesse período que o Sporting dispôs de duas boas oportunidades para empatar por Matias Fernandez (90+6) e Miviel Veloso (90+7).


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.