BPI fecha duas agências no fim do mês, em Braga e Vila Franca do Campo

BPI fecha duas agências no fim do mês, em Braga e Vila Franca do Campo

 

LUSA/AO Online   Regional   12 de Nov de 2017, 14:44

O banco BPI vai fechar no final de novembro dois balcões, um em Braga e outro em Vila Franca do Campo, na ilha açoriana de São Miguel, segundo informação interna a que a Lusa teve acesso.

As agências em causa são a de Palmeira, freguesia do concelho de Braga, e a de Vila Franca do Campo, município da Região Autónoma dos Açores. Os clientes das agências já estão a ser informados do encerramento e para que balcões as suas contas serão transferidas. Os clientes da agência de Braga-Palmeira (situada na Avenida do Cávado, em Palmeira) passarão a ter conta domiciliada na agência de Braga-Liberdade (localizada no centro da cidade, na Avenida da Liberdade), a cerca de seis quilómetros de distância. Já nos Açores, os clientes da agência de Vila Franca do Campo (Rua Cadeia Velha) passarão para a agência do concelho de Lagoa (Avenida Infante D. Henrique), a cerca de 16 quilómetros de distância. Vila Franca do Campo deixa, assim, de ter qualquer balcão do BPI. Os funcionários destes balcões também estão a ser recolocados noutros locais de trabalho, segundo fonte sindical. O BPI, que desde início deste ano é controlado pelo grupo espanhol CaixaBank, tem vindo a reduzir trabalhadores e até setembro já saíram 347 pessoas e mais 250 deverão sair até inícios de 2018. Isto a somar às centenas de funcionários que já saíram nos anos anteriores. Quanto a agências, o novo presidente executivo do BPI, Pablo Forero, tem dado pouca informação. Em outubro passado, afirmou novamente que o essencial da reestruturação da rede comercial já foi feita anteriormente e que encerramentos que venha a haver serão “pontuais”. No final de setembro, o BPI tinha 5.178 trabalhadores e 434 balcões.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.