Boss AC estreia-se no fado em disco de Marco Rodrigues


 

Lusa/AO online   Nacional   9 de Set de 2010, 12:19

O novo álbum de Marco Rodrigues, “Tantas Lisboas”, marca a estreia de Boss AC como letrista de fado, ao lado de nomes já habituais como Tiago Torres da Silva, Miguel Martins, e Tiago Machado.
O fadista defende “um fado imediato e ao pulsar do quotidiano” o que, segundo disse "se reflecte neste álbum" que é editado segunda-feira.

Os temas da actualidade “indo ao encontro do fado como crónica do quotidiano” pautam o novo disco acentuadamente tradicional e em que escapam a este alinhamento “Valsa das paixões” (T. Torres da Silva/Tiago Machado) que interpreta com Mafalda Arnauth e “A cor do céu em mim", explicou o fadista à Lusa.

“Homem do Saldanha” fala de um idoso que marca as noites entre o Saldanha e Picoas acenando a quem passa. Este é um dos temas “retintamente quotidianos” e tem letra de Boss AC que se estreia nas lides fadistas e assina ainda “Ninguém vê”, com música de Nando Araújo e Tiago Machado.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.