Bosch e IEFP iniciam formação de 100 desempregados para preencher necessidades da indústria

Bosch e IEFP iniciam formação de 100 desempregados para preencher necessidades da indústria

 

Lusa/AO Online   Economia   5 de Set de 2016, 17:05

A Bosch e o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) de Braga iniciam hoje um novo programa de formação, onde participam durante dois meses 100 desempregados e cujo objetivo é colmatar as necessidades da indústria de tecnologia.

Esta é a primeira edição deste programa de formação, que arranca hoje em Braga, no âmbito de uma parceria entre a Bosch e o IEFP, e visa preparar os formandos "para rapidamente assumirem funções nas áreas de produção e logística" daquela ou de outra empresa industrial e "assim dar uma resposta mais competitiva à flexibilidade exigida pelos clientes deste setor".

O programa integra conteúdos como eletrónica, logística ou saúde e segurança no trabalho, ao longo de 200 horas de formação, refere o comunicado da empresa.

"Preparar profissionais para os desafios atuais e futuros do nosso tipo de indústria é a melhor forma de assegurar que estamos prontos para corresponder ao investimento que a Bosch tem feito no nosso país e aos novos projetos que temos vindo a receber", frisa o diretor de Recursos Humanos da Bosch Car Multimedia de Braga, Maurício Marques.

A Bosch em Braga já contratou 400 colaboradores este ano e prevê um crescimento acentuado durante 2016.

A unidade portuguesa é a principal fábrica no mundo a desenvolver e produzir tecnologia de ponta para a divisão de Multimédia Automóvel e para outras divisões da Bosch.

De acordo com o comunicado, as previsões de crescimento das vendas da Bosch em Portugal, que deve ultrapassar os mil milhões de euros já em 2016, e o plano de contratar mil colaboradores até 2018 são em grande parte impulsionados pela Bosch em Braga.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.