Sociedade

Bombeiros das Velas em protesto para exigir regresso do comandante


 

Lusa/AO online   Regional   4 de Out de 2010, 18:20

Os bombeiros profissionais das Velas, em S. Jorge, iniciaram esta segunda-feira uma paralisação por tempo indeterminado em protesto contra a saída do comandante, exigindo a demissão da direcção desta corporação de bombeiros.
Esta "greve", segundo disse fonte ligada ao protesto, vai manter-se "até que a direcção da associação (que tomou posse em Abril) apresente formalmente a demissão".

As cerca de duas dezenas de bombeiros profissionais daquela corporação exigem ainda o regresso do anterior comandante, Alberto Maciel Rodrigues, que terá sido “forçado” a abandonar o cargo pela direcção da associação.

“O comandante foi alvo de chantagem psicológica”, frisou a fonte, acrescentando que outros três funcionários do quartel também pediram a demissão, alegadamente, devido a “desentendimentos com a direcção”.

Para combater esta situação, os bombeiros profissionais da corporação das Velas decidiram hoje de manhã entregar uma carta ao presidente da direcção, exigindo a sua “demissão imediata do cargo”.

Enquanto se mantiver o protesto, os bombeiros garantem os “serviços mínimos”, que, neste caso, representam os serviços de urgência.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.