Mundial 2014

Bogotá volta a decretar "lei seca" para o Colômbia-Brasil


 

Lusa/AO online   Internacional   2 de Jul de 2014, 12:21

A Câmara Municipal de Bogotá proibiu a venda e consumo de álcool durante o jogo entre a Colômbia e o Brasil, na sexta-feira, dos quartos de final do Mundial2014 de futebol, para evitar atos de violência.

 

O município da capital colombiana vai decretar pela quarta vez a “lei seca” durante o Mundial2014, mas agora durante um período mais reduzido, entre as 10:00 de sexta-feira e as 22:00 de sábado, horas locais, (14:00 de sexta e 02:00 de domingo, horas de Lisboa).

Face aos protestos dos empresários da restauração e de espaços noturnos, o município alargou para as 05:00 locais o prazo limite para o encerramento dos estabelecimentos.

As autoridades municipais da capital colombiana começaram a tomar este tipo de medidas restritivas depois da morte de nove pessoas em consequência de desacatos após a estreia da Colômbia no Mundial2014, a 14 de junho, frente à Grécia (vitória dos sul-americanos por 3-0).

Depois de os outros dois jogos da fase de grupos, com a Costa do Marfim e o Japão, não terem originado incidentes, o embate dos oitavos de final com o Uruguai voltou a provocar ocorrências graves, com oito mortos (seis por arma branca e dois por arma de fogo).

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.