Bispo de Angra vai convidar o papa a visitar os Açores em 2017

Bispo de Angra vai convidar o papa a visitar os Açores em 2017

 

Lusa/AO online   Regional   12 de Ago de 2015, 12:38

O bispo de Angra afirmou que vai convidar o papa Francisco a visitar o arquipélago, no âmbito da sua deslocação a Portugal em 2017, para participar no centenário das aparições de Nossa Senhora aos três pastorinhos.

"Tenho intenção de formalizar verbalmente o convite que é feito por carta para vir aos Açores em 2017", refere António Sousa Braga, citado no portal da Igreja nos Açores, no qual acrescenta que o convite pessoal será feito em setembro, mês em que o bispo açoriano estará, por duas vezes, com o líder religioso em Roma.

Caso o papa Francisco aceite o convite, será o segundo a visitar os Açores, já que em 1991 João Paulo II esteve nas ilhas Terceira e S. Miguel.

António Sousa Braga revelou já ter tido "alguns contactos preliminares" e manifestou-se otimista quanto a uma resposta positiva.

"Tanto quanto sei os locais de passagem nas visitas é o papa que os define ou pelo menos tem uma opinião muito preponderante e tendo conhecimento dos Açores, do seu estatuto ultraperiférico, poderá sentir-se motivado a seguir o exemplo de São João Paulo II", refere o bispo de Angra, acrescentando que "seria uma honra para todos".

O bispo de Angra do Heroísmo tem uma audiência agendada com o papa Francisco, em Roma, no dia 07 de setembro, no âmbito da audiência geral dos bispos portugueses, que decorre no início da visita "ad limina" e um segundo encontro na audiência geral com todas as províncias eclesiásticas.

Esta será a terceira visita "ad limina" em que participa o bispo de Angra desde o início do seu episcopado de 19 anos.

A visita "ad limina" é um momento de encontro com o chefe da igreja católica e com os diferentes dicastérios da Cúria Romana e realiza-se habitualmente de cinco em cinco anos.

Esta visita programada para o mês de setembro integra uma comitiva que será encabeçada pelo cardeal-patriarca de Lisboa e presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, Manuel Clemente, deverá contar com cerca de 40 elementos, entre bispos e outros representantes católicos.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.