Bispo de Angra apela aos cristãos para serem parte ativa na solução da crise

Bispo de Angra apela aos cristãos para serem parte ativa na solução da crise

 

Lusa/AO online   Regional   16 de Dez de 2015, 15:59

O bispo de Angra do Heroísmo apelou aos cristãos para serem "parte ativa na solução da crise", a não terem medo dos momentos difíceis e a uma "profunda mudança de mentalidades".

Na tradicional mensagem de Natal, publicada na página da Internet da diocese açoriana, António Sousa Braga escreveu que o que se espera dos cristãos, na "situação difícil que atravessa o país", é que estes sejam parte "ativa na solução da crise" e isso passa por "uma cidadania mais esclarecida, criteriosa, responsável e solidária".

"Estamos num momento em que é preciso realçar as exigências do bem comum, isto é, a prevalência do bem de toda a coletividade sobre interesses pessoais e corporativos", referiu o bispo de Angra, acrescentando que "o contributo de todos para o desenvolvimento coletivo faz de cada cidadão protagonista das soluções, quer pagando os impostos justamente distribuído, quer empenhando-se criativa e solidariamente no implementar de soluções".

Ciente de que os próximos tempos desafiam para "uma profunda mudança de mentalidades", António Sousa Braga exortou ainda os cristãos a não terem medo dos momentos difíceis, pois "eles constituem, tantas vezes, o alicerce de um futuro melhor".

"É preciso ter a coragem da esperança, que nos compromete num caminho de exigência e austeridade. Bem na linha da história nova e diferente, que nasce em Belém", referiu o bispo de Angra do Heroísmo, cidade sede da diocese.

O prelado deixou ainda palavras de estímulo ao recém-chegado bispo coadjutor, João Lavrador, que deverá suceder-lhe no cargo no próximo ano, desejando-lhe "muita força e coragem" para ajudar a igreja dos Açores a viver uma "fé inculturada".


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.