Bin Laden reivindica atentado do Natal, ameaça novos ataques


 

Lusa   Internacional   24 de Jan de 2010, 15:37

O líder da Al-Qaida reivindicou hoje o atentado falhado contra um avião comercial norte-americano no dia de Natal e ameaçou perpetrar novos atentados contra os Estados Unidos, numa gravação áudio hoje difundida pela televisão Al-Jazira.

«Da parte de Usama (bin Laden) para (Barack) Obama: a mensagem entregue pelo herói Umar Faruk» Abdulmutallab «confirma as mensagens anteriores entregues pelos heróis de 11 de Setembro e todos aqueles que os seguiram», afirma o chefe da rede terrorista numa breve mensagem dirigida ao presidente dos Estados Unidos.

Na mesma mensagem, difundida pela cadeia de televisão do Qatar, Bin Laden acrescenta que vai continuar os ataques contra os Estados Unidos «enquanto apoiarem os israelitas».

«Os Estados Unidos não conhecerão a segurança enquanto não for estabelecida na Palestina», declarou.

«Os nossos ataques contra vós vão continuar enquanto continuará o vosso apoio aos israelitas», acrescentou, referindo-se aos Estados Unidos.

O braço da Al-Qaida no Iémen já tinha reivindicado a tentativa de atentado contra o avião da Delta-Northwest Airlines em 25 de Dezembro passado, alegadamente como vingança pelas agressões de que tem sido alvo pelos Estados Unidos naquele país.

O terrorista de nacionalidade nigeriana, que seguia a bordo do avião, foi identificado como Umar Faruk Abdulmutallab e estava na posse de um "artefacto tecnologicamente avançado" que não chegou a explodir devido a "falha técnica".

O avião seguia de Lagos, na Nigéria, para Detroit (Michigan), com escala em Amsterdão e transportava 278 passageiros a bordo.

De acordo com a cadeia de televisão norte-americana CNN, o piloto do aparelho pediu autorização à torre de controlo para efectuar uma aterragem de emergência devido ao comportamento estranho de um dos passageiros.

O aparelho acabou por aterrar numa zona pouco movimentada do aeroporto de Detroit, onde foram accionadas todas as medidas de segurança, sem que qualquer dos passageiros tenha ficado ferido.

Umar Faruk transportava explosivos escondidos no corpo, entre os quais pentrita, um explosivo muito potente que pode ser activado com um detonador e uma fonte de calor.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.