Bill Clinton quer escalar o Monte Kilimanjaro antes de morrer


 

Lusa / AO online   Internacional   19 de Jul de 2010, 18:15

O ex-presidente norte-americano Bill Clinton confessou hoje, durante uma conferência internacional sobre a SIDA em Viena, Áustria, que gostava de escalar a montanha mais alta de África, o Kilimanjaro, antes de morrer.
O antigo chefe de Estado norte-americano, de 63 anos, explicou que um dos seus filmes preferidos é o “The Bucket List” (Antes de Partir), no qual dois doentes em fase terminal elaboram uma lista de coisas que querem fazer antes de morrer e decidem fazê-las.

“Em breve terei 64 anos, pelo que penso ter chegado à idade de me juntar a eles e fazer a minha própria lista. Tenho uma lista A e uma lista B, mas essa última é menos importante”, precisou.

“Quero escalar o Kilimanjaro antes que a neve derreta e correr uma maratona antes de acabar a vida”, disse o ex-presidente.

“Há muitas outras coisas que gostava de fazer, mas não importa se as consigo realizar ou não”, acrescentou.

Bill Clinton admitiu que aquilo que gostaria mesmo era de viver para ver os netos crescer, uma vez que a sua filha única, Chelsea, deve casar em breve.

O Monte Kilimanjaro situa-se na Tanzânia, tem 5.963 metros de altura e atrai milhares de caminhantes nas suas encostas até ao cume, sempre coberto de neve.

No entanto, um estudo norte-americano publicado em 2009 prevê que essa neve deve desaparecer dentro de poucos anos, devido ao aquecimento global.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.