Berta Cabral quer refundar o FUNDOPESCA para servir os pescadores

Berta Cabral quer refundar o FUNDOPESCA para servir os pescadores

 

lusa/AO Online   Regional   29 de Set de 2012, 11:02

A candidata do PSD/Açores à  presidência do Governo Regional, Berta Cabral quer refundar o FUNDOPESCA se vencer as eleições regionais em outubro, alegando que este apoio social "deve servir os pescadores e não o Governo açoriano".

 

“Comigo à frente do Governo Regional, o FUNDOPESCA vai estar sempre ao serviço dos pescadores”, afirmou Berta Cabral, que sexta-feira à noite participou num convívio com pescadores de Rabo de Peixe, na ilha de São Miguel.

A candidata e presidente do PSD/Açores referiu que este apoio social, destinado a compensar os pescadores pelos dias em que não podem ir ao mar, é para ser acionado “quando convém aos pescadores e não quando convém politicamente ao Governo”.

“Vai ser uma forma de dar a garantia de terem um rendimento mínimo capaz de sustentarem as vossas famílias. É isso que vamos fazer e vai ser uma das primeiras medidas do próximo Governo Regional presidido por mim”, sustentou.

Berta Cabral assumiu que “não quer ver as famílias dos pescadores a passarem mais necessidade do que outras famílias que são apoiadas pelo Governo Regional”, alegando que o seu executivo irá dar “uma atenção muito especial” ao setor da pesca e às suas famílias.

Neste sentido, referiu que pretende valorizar toda a fileira da pesca, apoiar a indústria conserveira e aumentar cada vez mais a transformação do peixe, para acrescentar valor quando este não é vendido em fresco.

Perante várias famílias de pescadores a candidata social-democrata prometeu construir um entreposto frigorífico na ilha de S. Miguel, uma promessa que disse ter sido feita pelos socialistas há 16 anos, mas que seria um Governo liderado por si que a iria concretizar.

Numa referência aos comícios socialistas, que, além do candidato a presidente do Governo, Vasco Cordeiro, têm contado com a presença de Carlos César, Berta Cabral afirmou que “não tem um presidente do Governo para andar a fazer comícios, uns aqui e outros acolá”.

“Sabem quem é que eu tenho? O povo. É do povo que eu gosto e é com o povo que eu estou. É o povo que está ao meu lado. É o povo que me vai levar à presidência do Governo Regional dos Açores”, disse.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.