Berta acusa socialistas de viverem "num mundo cor de rosa"

Berta acusa socialistas de viverem "num mundo cor de rosa"

 

Carmo Rodeia   Regional   13 de Set de 2010, 06:36

 A presidente do PSD/Açores, Berta Cabral, acusou hoje o PS de viver num “mundo cor de rosa”, defendendo a necessidade de uma mudança de protagonistas e de políticas nas eleições regionais de 2012.
 

“O PS parece que vive noutro mundo, um mundo sem problemas, nem dificuldades, em que quem manda tem sempre razão e a culpa é sempre dos outros”, afirmou a líder regional social democrata, para quem os socialistas vivem “num mundo cor de rosa”, competindo ao PSD "ensinar o PS a olhar para a realidade".

Berta Cabral considerou que “os açorianos sabem que a realidade é bem diferente, que hoje se vivem tempos difíceis e que o governo é socialista há tempo de mais para o PS já não pode sacudir a água do capote”.

A presidente do PSD/Açores, que falava em Ponta Delgada no encerramento do Congresso Regional da JSD, defendeu que “é preciso mudar”, apontando como exemplos de políticas que não servem os interesses dos jovens áreas como o emprego, a educação, a habitação ou a luta contra a toxicodependência.

“Os jovens sabem que só têm a ganhar com a mudança. Quem é novo não quer um governo velho”, frisou, assegurando que um futuro governo regional liderado pelo PSD terá “como prioridade a melhoria das condições de vida da juventude açoriana”.

Nesse sentido, defendeu a necessidade de “uma mudança de protagonistas para uma mudança de mentalidades e uma mudança de comportamentos para uma mudança de ciclo


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.