Liga Sagres

Benfica vence Rio Ave e mantém pressão sobre Braga

Benfica vence Rio Ave e mantém pressão sobre Braga

 

Lusa/AO online   Futebol   9 de Jan de 2010, 21:38

O Benfica venceu hoje, por 1-0, na deslocação ao terreno do Rio Ave, em jogo da 15.ª jornada da Liga portuguesa de futebol, mantendo a pressão sobre o "campeão de Inverno" Sporting de Braga
O Benfica derrotou hoje o Rio Ave por 1-0, em Vila do Conde, obtendo na 15.ª jornada um resultado que lhe permite terminar a primeira volta a partilhar a liderança da Liga com o Sporting de Braga.

O golo solitário do avançado argentino Javier Saviola, no início da segunda parte, foi suficiente para a formação da Luz impor a primeira derrota caseira da época ao Rio Ave, que ainda assim mantêm o oitavo lugar da classificação.

Os “encarnados” só conseguiram sublinhar a sua superioridade no segundo tempo, muito graças à criatividade de Saviola, depois de uma etapa inicial pautada pelo equilíbrio.

Nessa fase, o Benfica entrou em campo com timidez, permitindo aos donos do terreno forçarem um equilíbrio nos minutos iniciais, mostrando organização no meio-campo e impedindo a criatividade dos visitantes.

Preso na coesa teia montada pelos anfitriões, o Benfica encontrou muitas dificuldades para chegar à baliza de Mora, o que precipitou um futebol muito batalhado na intermediária.

Ainda assim, os nortenhos mostravam melhor adaptação ao frio dos Arcos e, explorando a velocidade das alas, com Bruno Gama e Sidnei em destaque, tentavam servir o irrequieto veterano avançado João Tomás.

Só à passagem da meia hora a formação da Luz começou a mostrar-se, com Cardozo e Saviola, em jogada de insistência, a testarem os bons reflexos de Mora.

A resposta dos da casa, e numa altura em que jogo ganhava mais velocidade, surgiu no lance seguinte, quando Sidnei aproveitou um tremendo erro de Maxi Pereira para recuperar a bola, mas falhar, por pouco, o remate à baliza de Quim.

Depois da toada de equilíbrio do primeiro tempo, surpreendeu a entrada de rompante dos “encarnados” na etapa complementar, sublinhada com o golo de Saviola.

Aos 47 minutos, o argentino aproveitou alguma displicência da defesa caseira para inaugurar o marcador, sem oposição e na sequência de um canto desviado por Cardozo.

Galvanizados pelo tento, os pupilos de Jorge Jesus passaram a surgir mais vezes na área vila-condense, aproveitando alguma desconcentração dos nortenhos nas alas.

Carlos Brito percebeu o atrevimento contrário e lançou mais duas unidades ofensivas, Adriano e Chidi, numa mexida sem grandes efeitos práticos para os vila-condendeses, pois continuava a ser o Benfica a criar maior perigo, já com Aimar em campo a dar outra dinâmica à equipa.

Embora em crescendo, os benfiquistas conformaram-se com a vantagem mínima, controlando, até ao final, as ténues tentativas do Rio Ave.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.