Incêndios

Benfica lança projeto de viveiros em escolas dos concelhos afetados

Benfica lança projeto de viveiros em escolas dos concelhos afetados

 

Lusa/ AO online   Nacional   23 de Mai de 2018, 14:23

A Fundação Benfica, em parceria com a Lousitânea, apresentou esta quarta-feira um projeto de criação de viveiros nas escolas de 1.º ciclo dos concelhos mais afetados pelos fogos de 2017, para ajudar na reflorestação dos territórios.

Durante a cerimónia de apresentação do projeto "Faz da tua Escola um viveiro", o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, sublinhou que esta iniciativa pretende preparar os mais jovens para a prevenção e para a reflorestação.

"Sendo as crianças a nossa principal prioridade, é com orgulho que lançamos um projeto de educação ambiental", realçou o líder do clube de Lisboa, que falava durante o evento, que decorreu em Castanheira de Pera, um dos concelhos mais afetados pelo grande incêndio de Pedrógão Grande e terra natal do jogador benfiquista João Carvalho.

O projeto abrange escolas da primária de 16 municípios fortemente afetados pelos incêndios de 2017, envolvendo cerca de seis mil alunos.

Segundo Luís Filipe Vieira, é esperada uma grande ação de plantio, no âmbito do projeto, em 23 de novembro, Dia da Floresta Autóctone, em que serão plantadas 18 mil árvores, a maioria carvalhos.

De acordo com o vice-presidente da Lousitânea - Liga de Amigos da Serra da Lousã, José Pais, o kit pedagógico contém sementes certificadas, essencialmente de carvalhos, mas também de freixos e áceres.

Em contexto escolar, os alunos vão criar sementeiras, acompanhando a germinação e crescimento das plantas, que serão depois utilizadas para reflorestação nos territórios integrados no projeto.

"Exige-se uma transformação racional da nossa floresta", defendeu José Pais, considerando que uma floresta diferente significa uma maior ação de prevenção e um território mais resiliente aos fogos.

O projeto, vincou, é "um trabalho de equipa, turma a turma, escola à escola até à casa dos pais dos alunos".

Para além desta iniciativa, foi também apresentado outro projeto da Fundação Benfica, intitulado "Fica Bem Seguro", que consiste num jogo pedagógico de proteção civil destinado a crianças do pré-escolar, identificando riscos e perigos em vários ambientes.

Produzido em parceria com o Instituto Superior de Educação e Ciências (ISEC) de Lisboa, a Escola Profissional Gustave Eiffel e Direção-Geral da Educação, o jogo deverá ser distribuído a nível nacional, tanto em instituições privadas como públicas, já no próximo ano letivo.

"Independentemente do clube de cada um, neste jogo, estamos todos do mesmo lado", frisou Luís Filipe Vieira.

Para além da apresentação dos dois projetos, em Castanheira de Pera, o presidente do Benfica visitou uma casa que está a ser reabilitada pela Fundação Benfica em Vila Facaia, concelho de Pedrógão Grande, numa intervenção orçada em 31 mil euros.

No final da visita aos territórios afetados, Luís Filipe Vieira escusou-se a comentar qualquer outro assunto.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.