Liga Sagres

Benfica goleia com hat-trick de Di Maria

Benfica goleia com hat-trick de Di Maria

 

Lusa/Aonline   Futebol   27 de Fev de 2010, 21:44

Um Benfica de gala goleou  o Leixões por 4-0 em Matosinhos, em jogo da 21.ª jornada  que os encarnados continuam a liderar com um ponto de vantagem sobre o Sporting de Braga

Três golos do argentino do Benfica Di Maria (59, 76 e 87) e um de Éder Luís (27), este ainda na primeira parte, materializaram uma vitória contundente do líder do campeonato sobre um Leixões sem soluções e que, com esta derrota, afundou-se ainda mais na cauda da classificação.

O Benfica entrou em Matosinhos obrigado a vencer a partida, desde logo porque já sabia da vitória do Sporting de Braga diante o Olhanense, por 3-1.

Quando todos esperavam por ver Ruben Amorim no meio campo “encarnado”, Jorge Jesus apostou no jovem brasileiro Airton, contratado em dezembro ao Flamengo, para substituir Javi Garcia, suspenso pela Comissão Disciplinar da Liga com dois jogos de castigo por agressão a Valdomiro

O técnico das “águias” surpreendeu ainda ao colocar Pablo Aimar na bancada a ver o jogo e, relativamente ao jogo de terça feira em casa com os alemães do Hertha de Berlim (4-0), procedeu a mais duas alterações ao apostar nos habituais titulares Quim e Ramires.

O guardião entrou para o lugar de Júlio César, enquanto o médio brasileiro, que cumpriu castigo na Liga Europa, ocupou a posição de Ruben Amorim no encontro com o Hertha de Berlim.

No Leixões, Antunes e Bruno Gallo foram duas peças novas no onze de Fernando Castro Santos. Face à indisponibilidade de Hugo Morais, por castigo, o treinador espanhol adaptou Antunes a um lugar mais avançado no corredor esquerdo e recuou, no mesmo lado, Bruno Gallo, que, por lesão, acabou por ser rendido por Nelson logo ao seis minutos.

Antes, David Luiz podia ter inaugurado o marcador para o Benfica, mas o cabeceamento do brasileiro encontrou o poste esquerdo da baliza defendida por Diego.

O Leixões só conseguiu criar perigo num remate de Fernando Alexandre (21 minutos), que, na ressaca de um cruzamento de Nuno Silva, esbarrou na defensiva contrária.

Na sequência do lance, Di Maria finalizou um contra-ataque rápido, mas o árbitro auxiliar de Lucílio Baptista assinalou mal fora de jogo ao argentino do Benfica.

A equipa lisboeta jogava melhor e a justiça no marcador acabou por surgir à passagem do minuto 27, altura em que Éder Luís encheu o pé a 25 metros da baliza de Diego. A bola ainda sofreu um desvio num jogador contrário, deixando o guardião leixonense cravado no relvado.

No regresso dos balneários, Di Maria (47 minutos) isolou-se na cara de Diego, proporcionado uma excelente defesa ao guarda-redes brasileiro.

Mas a noite estava de feição para o argentino, que, desmarcado por Ramires, fez o segundo golo encarnado (59), num lance em que o guarda redes do Leixões não ficou livre de culpas.

Perante um Leixões insípido, o Benfica havia de marcar mais dois golos por intermédio de Di Maria. Aos 76 minutos, o melhor jogador em campo deliciou os espectadores presentes com um chapéu exemplar a Diego e voltou a mostrar a sua qualidade num remate forte à entrada da área (87), que só parou nas redes leixonenses.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.