Eleições Autárquicas

BE quer "meter mãos à obra" para reabilitar parque industrial em Ponta Delgada

BE quer "meter mãos à obra" para reabilitar parque industrial em Ponta Delgada

 

Lusa/AO online   Regional   19 de Set de 2017, 16:41

O candidato do BE à Câmara de Ponta Delgada, Açores, Kol de Carvalho, defendeu a necessidade de "meter mãos à obra" para "dignificar" o parque industrial dos Valados, alegando que o processo "nasceu torto e continua torto".

"Há culpa de todos e para isso temos que meter mãos à obra e não nos podemos isentar de trabalhar neste processo de requalificação dos Valados", disse o arquiteto independente que lidera novamente a lista do Bloco de Esquerda ao município de Ponta Delgada.

O candidato, que visitou a zona industrial dos Valados, sublinhou que aquele é "o maior parque empresarial dos Açores", com "cerca de 200 armazéns" de vários ramos de comércio e indústria, mas alertou que aquele foi um processo "repleto de ilegalidades".

"Temos desde armazéns clandestinos, incompletos, feitos em terreno que não pertencia a quem os construiu. Há todo um processo de ilegalidades, com armazéns a funcionar sem infraestruturas", sustentou Kol de Carvalho, apontando ainda para "áreas ao abandono e espaços por concluir" fruto de um processo assente também na "falta de planeamento".

Para o candidato, esta situação no parque industrial dos Valados "é a prova eloquente como a irresponsabilidade, a falta de rigor e de princípios são conducentes à clandestinidade, ao mau tratamento do ambiente" e ao "prejuízo coletivo".

"O Bloco não se revê nestes princípios e entende que os erros se assumem e corrigem-se. O nosso princípio de ciclo autárquico que queremos impor e que propomos é uma cultura de responsabilidade, valores e princípios para sublinhar Ponta Delgada, mas que aqui no parque dos Valados estão ausentes em todo o processo desde o início", sustentou.

Embora admitindo que a solução de reabilitação daquela zona industrial "não é fácil", tendo em conta "a degradação" do parque, Kol de Carvalho defendeu "um levantamento caso a caso" e "uma terapêutica diferenciada".

"Não podemos cometer os erros que se cometeram por parte da câmara e dos promotores", referiu Kol de Carvalho, que quer "dignificar" a zona e "ajudar as empresas como motor da economia", mas "não num sistema de ilegalidades" que disse terem sido cometidas no parque dos Valados.

Kol de Carvalho considerou ainda que "a Câmara tem que corrigir os erros que cometeu anteriormente" nos Valados, frisando que "há pessoas que compraram armazéns", mas "não podem tomar conta" dos espaços porque estes "não estão legalizados".

São candidatos às eleições autárquicas de 01 de outubro o atual presidente, José Manuel Bolieiro (PSD), Vítor Fraga (PS), Bruna Almeida (CDS-PP/PPM), Kol de Carvalho (BE), Rui Teixeira (CDU), Pedro Neves (PAN) e José Azevedo (Livre).



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.