Política

BE quer apoios extraordinários para universitários mais carenciados

BE quer apoios extraordinários para universitários mais carenciados

 

Lusa/AO online   Regional   16 de Set de 2010, 18:14

O BE/Açores propôs esta quinta-feira uma iniciativa legislativa para apoiar os estudantes universitários mais carenciados, considerando que a actual crise exige medidas extraordinárias para que nenhum jovem açoriano deixe de prosseguir os estudos por falta de meios económicos.
Nesse sentido, o projecto de decreto legislativo regional apresentado pelo BE/Açores pretende definir a atribuição e os critérios de apoio a estudantes universitários dependentes de agregados familiares com pessoas desempregadas e carência económica, mas também a estudantes universitários trabalhadores em situação de desemprego.

A proposta do BE/Açores define como agregado economicamente carenciado aquele cujo rendimento mensal é inferior a 598 euros, propondo que a bolsa a atribuir seja de 250 euros mensais, acrescidos de 30 por cento no caso de ser um estudante que não estuda na sua ilha de residência.

“Consideramos que este é um contributo significativo para a tão necessária e urgente qualificação dos nossos recursos humanos”, afirmou a líder do BE/Açores, Zuraida Soares, recordando que o executivo regional já admitiu que “a falta de qualificações é o principal problema da empregabilidade” no arquipélago.
    

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.