Açores/Eleições

BE propõe regulação para o setor do leite

BE propõe regulação para o setor do leite

 

Lusa/AO Online   Regional   10 de Out de 2016, 08:24

A coordenadora do BE, Catarina Martins, defendeu nos Açores uma regulação para o setor do leite a nível europeu, para que os grandes mercados não acabem com a capacidade produtiva de pequenos países como Portugal.

 

A líder nacional do Bloco de Esquerda (BE) anunciou esta proposta no âmbito da campanha eleitoral que está a decorrer nos Açores para a eleição do parlamento regional, a 16 de outubro, e após uma visita a uma fábrica que produz queijo, leite e manteiga, situada em Arrifes, junto a Ponta Delgada, na ilha de São Miguel.

Para a coordenadora do BE, “o fim das quotas do leite estão a criar uma situação de desastre para boa parte da economia” da região, que produz 30 por cento do leite do país.

Nesse sentido, propôs: “chame-se quota ou outra [designação], mas é preciso existir alguma forma de regulação a nível europeu, sob pena dos grandes mercados darem cabo da capacidade produtiva dos pequenos países e isso não pode acontecer, é preciso defender o emprego e a economia do nosso país”.

Por outro lado, o BE entende que “é preciso ter regras claras com a grande distribuição”.

“O problema do leite e da produção em Portugal não é só a União Europeia, é a grande distribuição que está a esmagar os produtores em Portugal, que faz contratos que não são conhecidos, com cláusulas escondidas, isso tem de acabar. É preciso pôr regras claras à grande distribuição para proteger a produção”, preconizou.

O BE propõe ainda uma aposta na produção de forragens na região para diminuir a importação de rações para animais feitas com produtos geneticamente modificados e garantir a qualidade dos laticínios dos Açores.

Catarina Martins esteve no arquipélago no arranque da campanha eleitoral a 02 de outubro, nas ilhas do Faial e do Pico, tendo regressado este fim de semana à região com ações na ilha Terceira e em São Miguel.

O BE pretende nestas eleições eleger mais deputados para poder formar um grupo parlamentar, uma vez que tem apenas uma parlamentar e atual candidata – Zuraida Soares - na Assembleia Legislativa Regional dos Açores.

Para a votação de dia 16 estão inscritos 228.160 eleitores que vão escolher os 57 deputados à Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores para os próximos quatro anos.

De acordo com os resultados das eleições, o Representante da República nomeia depois o presidente do Governo Regional que, por sua vez, propõe os membros do executivo.

Treze forças políticas apresentam-se a votos, mas nem todas concorrem nos dez círculos eleitorais. Apenas aos círculos de São Miguel, que elege 20 deputados, e de compensação, que elege cinco, concorrem todas.

Nas últimas eleições regionais, realizadas a 14 de outubro de 2012, o PS venceu com maioria absoluta e elegeu 31 deputados, seguido de PSD com 20 mandatos e do CDS-PP com três. BE, CDU e PPM elegeram um parlamentar cada.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.