BE diz que 44% de novas vagas anunciadas pelo Governo são temporárias

BE diz que 44% de novas vagas anunciadas pelo Governo são temporárias

 

Lusa/AO online   Regional   27 de Mar de 2018, 16:45

O Bloco de Esquerda/Açores sublinhou esta terça-feira que "quase metade das vagas" anunciadas pelo executivo regional para a administração pública têm caráter temporário e vincou que 118 das 762 vagas "já se encontram preenchidas".

"Quase metade das vagas para a administração pública anunciadas a semana passada pelo vice-presidente do Governo Regional correspondem a emprego precário. Das 762 vagas anunciadas, 333 correspondem a contratos a prazo", analisa o Bloco de Esquerda dos Açores, que acusa o executivo de querer "marcar a agenda mediática a todo o custo".

E concretizam os bloquistas: "Em setembro de 2017, foram integrados nos quadros da administração pública 75 trabalhadores que tinham contratos precários com a região e que viram, assim, respeitados os seus direitos através da celebração de contratos efetivos. Apenas seis meses depois, o Governo Regional mostra que, afinal, vai continuar a promover e incentivar a precariedade laboral".

Na semana passada, o vice-presidente do Governo dos Açores, Sérgio Ávila, anunciou no parlamento da região, na Horta, a abertura de 762 novas vagas na Função Pública, através de um concurso que haveria de ser publicado na quinta-feira passada em Jornal Oficial.

Em causa estão vagas para assistentes operacionais, técnicos superiores ou assistentes técnicos, entre outros, declarou na ocasião.

Esta terça-feira, questionado pela agência Lusa, o gabinete do vice-presidente do executivo regional escusou-se a comentar as declarações do BE/Açores.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.