BE/Açores propõe auditoria técnica ao novo cais de passageiros do porto da Horta

BE/Açores propõe auditoria técnica ao novo cais de passageiros do porto da Horta

 

Lusa/AO Online   Regional   12 de Abr de 2017, 17:29

O BE/Açores propôs hoje que o Governo Regional contrate o Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) para realizar uma auditoria técnica ao novo cais de passageiros do porto da Horta.

 

A proposta, apresentada em conferência de imprensa, na Horta, pela deputada Zuraida Soares, será discutida no plenário do Parlamento dos Açores marcado para a próxima semana e é justificada com a alegada "má conceção da obra", que estará a gerar agitação marítima no porto comercial.

"O porto, antes seguro e calmo, passou a ser assolado por ondulação, por vezes forte, no seu interior, tendo já provocado alguns incidentes", recorda a parlamentar bloquista, recordando que, por essa razão, vários "iates e veleiros" foram obrigados a procurar abrigo fora do porto.

No entender de Zuraida Soares, o novo cais de cruzeiros da Horta, construído na zona norte da baía, não só "não tem condições" para a acostagem de navios de cruzeiro, a não ser os "mais pequenos", como criou "problemas" no interior do porto comercial, na zona sul da baía.

"Para remediar estes malefícios, o Governo Regional apresenta agora novas obras no interior do porto, as quais mais não visam do que branquear os erros das obras efetuadas", lamenta o BE/Açores, que propõe também que o executivo "cancele de imediato" o novo concurso público para a reestruturação daquela infraestrutura portuária.

A deputada do BE lembra que o Governo socialista se prepara para gastar mais "dezenas de milhões de euros" por "pura teimosia" e para proteger "a incompetência" dos dirigentes da empresa pública "Portos dos Açores", a quem compete gerir as obras portuárias.

"É incompreensível que o Governo Regional teime em premiar a incompetência, nem que para isso ouse gastar dezenas de milhões de euros do dinheiro público, num remedeio cujo resultado é muito duvidoso", insiste Zuraida Soares.

Questionada sobre as expetativas do Bloco de Esquerda relativamente à aprovação desta proposta no Parlamento dos Açores, onde o partido que suporta o Governo (PS) tem maioria absoluta, a deputada bloquista disse apenas que: "quem não deve, não teme!"

O novo terminal marítimo de passageiros do porto da Horta, construído em 2012, custou cerca de 47 milhões de euros e contempla um molhe de acostagem para navios de cruzeiro, com 390 metros de comprimento, e uma ponte-cais, com 80 metros, destinada aos navios que operam entre as ilhas do Faial, Pico e São Jorge, além de uma nova gare marítima.

O terminal tem gerado, no entanto, críticas por parte de alguns operadores e forças políticas, que alegam que a orientação do cais e do molhe de proteção, "empurra" a ondulação do quadrante norte para o interior do porto comercial, provocando o rebentamento de cabos de amarração e, por vezes, o galgamento do mar junto ao porto de pescas.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.