BCE congratulou-se com evolução na Grécia

BCE congratulou-se com evolução na Grécia

 

Lusa/AO Online   Economia   11 de Jun de 2010, 06:25

 O Banco Central Europeu (BCE), pela voz do seu presidente francês, Jean-Claude Trichet, congratulou-se com a evolução da situação na Grécia, cuja “aplicação do programa de consolidação orçamental é muito animadora”.

Na Grécia, há “sinais” que mostram que “a consolidação orçamental, apesar de uma recessão dolorosa, está sobre os carris nos cinco primeiros meses de 2010”, considerou.

Falando quinta feira à noite durante um jantar de gala frente aos grandes nomes da finança mundial, reunidos em Viena, sob a égide do Instituto Internacional da Finança (IIF), Jean-Claude Trichet criticou a ideia de que a consolidação orçamental é “sinónimo” de um “estrangulamento do crescimento”.

Os ajustamentos em curso estão em “correlação estreita com reformas de estruturas” e permitem restabelecer a confiança, acrescentou.

Ainda de acordo com Trichet os ajustamentos em curso são favoráveis ao crescimento.

O Primeiro-ministro grego, Georges Papandréou, deve falar hoje à noite no IIF.

A Grécia pediu no fim de abril uma ajuda empréstimo de 110 mil milhões de euros sobre três anos, proveniente dos países da zona euro e do Fundo monetário internacional (FMI) para fazer frente à sua dívida colossal de 300 mil milhões de euros (115% do PIB).

Uma primeira fração desse empréstimo, num montante de 20 mil milhões de euros, já foi recebida pelo Banco da Grécia.

Após ter adotado medidas de rigor drásticas, nomeadamente em matéria de reformas, para fazer frente à derrapagem das finanças do país, o governo socialista de Georges Papandréou trabalha para relançar a economia e reforçar a competitividade.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.