Bastonária dos Advogados pede "exoneração imediata" da ministra da Justiça

Bastonária dos Advogados pede "exoneração imediata" da ministra da Justiça

 

Lusa/AO Online   Nacional   29 de Jan de 2015, 17:50

A bastonária da Ordem dos Advogados (OA) pediu a "exoneração imediata" da ministra da Justiça devido às alterações que a tutela quer impor à classe através de um estatuto que, segundo Elina Fraga, contém "gravíssimas falhas".

 

“Vamos pedir expressamente ao primeiro-ministro que proponha ao presidente da República a imediata exoneração da ministra da Justiça”, disse Elina Fraga, numa conferência de imprensa marcada para explicar a contestação à proposta de lei da tutela para alterar o estatuto da OA.

A bastonária adiantou que, “neste momento, não há condições para continuar a silenciar os erros gravíssimos que estão a ser cometidos e que, naturalmente, têm repercussão na justiça em Portugal e agora na independência da OA e dos advogados”.

Para Elina Fraga, “pela primeira vez” a Ordem dos Advogados aparece “de forma totalmente unida para rejeitar esta proposta de estatuto”, além de também não aceitar a conduta da ministra da Justiça ao pretender que AO se pronuncie sobre um documento sem ouvir todos os advogados.

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.