Barroso espera entendimento dos 27 para apoio à Irlanda


 

Lusa/AO On Line   Internacional   28 de Nov de 2010, 09:15

A Europa tem todos os instrumentos necessários para fazer frente a outras crises, além da Grécia e da Irlanda, afirmou hoje o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso.

"Há capacidade para fazer frente a todo o tipo de crises, seja através dos fundos [de emergência] seja com todo o tipo de medidas", acrescentou Durão Barroso.

Sem citar qualquer país, o chefe do executivo comunitário escusou-se a "alimentar especulações" ao ser questionado sobre os casos de Portugal e de Espanha.

"Não quero fazer especulações. Deixo a especulação aos especuladores", disse Barroso numa entrevista à rádio francesa "Europe 1".

Barroso afirmou ainda que "alguns dirigentes falam demais" e pediu aos responsáveis políticos que "se mantenham calmos" num momento em que os "mercados estão nervosos".

Barroso disse igualmente que espera um acordo "unânime" dos ministros europeus das Finanças, reunidos hoje à tarde em Bruxelas para detalhar o plano de ajuda previsto para a Irlanda, país afetado pelas dívidas do seu setor bancário.

O governo irlandês e a missão de peritos europeus e do Fundo Monetário Internacional (FMI) chegaram a acordo sobre as grandes linhas de um plano de ajuda de cerca de 85 mil milhões de euros a Dublin, indicou hoje à AFP uma fonte diplomática.

Uma parte importante deste programa, 35 mil milhões de euros, deverá servir para dar liquidez aos bancos irlandeses, cheios de dívidas após a explosão de uma bolha imobiliária. O resto irá para o Estado irlandês, que viu o seu défice público crescer até 32,1 por cento do PIB.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.