Banca

Banif recorre a tribunal para recuperar 13 ME em empreendimentos parados

Banif recorre a tribunal para recuperar 13 ME em empreendimentos parados

 

Lusa / AO online   Regional   23 de Fev de 2010, 17:09

O Banif recorreu ao Tribunal de Ponta Delgada para recuperar 13 milhões de euros aplicados no financiamento de três empreendimentos turísticos projectados para S. Miguel, Açores, pelo empresário madeirense Sílvio Santos, afirmou esta terça-feira o presidente do banco.
O presidente do BANIF, Horácio Roque, disse à Lusa que a acção judicial decorre de uma situação de incumprimento por parte do empresário, que pretendia transformar em unidades turísticas o Solar de Baixo, nos Arrifes, o Solar das Necessidades, no Livramento, e os secadores de uma fábrica de tabaco em Ponta Delgada.

O banqueiro frisou que não está em causa qualquer dúvida sobre a viabilidade destes empreendimentos, mas apenas a aplicação do princípio do recurso aos tribunais "quando não se cumprem as obrigações com o banco".

"É para isso que os tribunais existem", acrescentou.

Os 13 milhões de euros reivindicados pelo Banif correspondem ao valor atribuído aos imóveis adquiridos para transformação em unidades turísticas no âmbito dos projectos em causa.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.