Bancos falidos geram preocupação nos Açores

Bancos falidos geram preocupação nos Açores

 

Paulo Faustino   Regional   14 de Fev de 2010, 21:35

Os deputados do PSD eleitos pelos Açores à Assembleia da República estão preocupados com a actuação de bancos falidos na Região, dando o exemplo do Banco Português de Negócios (BPN) e do Banco Privado Português (BPP).

Num requerimento dirigido ao Ministro das Finanças, Mota Amaral e Joaquim Ponte querem saber qual o tratamento que é dado aos depositantes açorianos por parte daqueles bancos, sob tutela do Governo da República.

No documento que elaboraram, os dois parlamentares evidenciaram que a nacionalização do BPN, determinada pelo Governo, está a custar aos contribuintes "milhares de milhões de euros". No caso do BPP foi nomeada, também "sob os auspícios do Governo, uma administração e prestado aval a um empréstimo, que se antevê também ir dar para o torto". Perante este cenário negro, Mota Amaral e Joaquim Ponte mostram-se apreensivos com o que poderá estar a suceder aos açorianos que confiaram as suas poupanças a ambos os bancos. Sobretudo, quando "corre que alguns clientes super-vip do BPP foram privilegiados com o levantamento dos seus depósitos, enquanto outros continuam desesperados à espera de solução". É por isso que os deputados questionam o Ministro das Finanças se confirma as "discriminações positivas" que têm sido noticiadas pela comunicação social, e se "tais procedimentos foram ou estão a ser aplicados a clientes do mesmo banco na Região".

Se assim aconteceu, os social-democratas pretendem ver clarificados os critérios que presidiram à elaboração da lista dos clientes "alegadamente privilegiados", se o Governo Regional foi auscultado sobre esse assunto e que posições tomou.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.