Banco de Inglaterra vai tomar "todas as medidas necessárias"


 

Lusa/Ao Online   Economia   24 de Jun de 2016, 07:48

O Banco de Inglaterra vai tomar "todas as medidas necessárias" para garantir a estabilidade, após a decisão do Reino Unido de sair da União Europeia.

“O Banco da Inglaterra vai tomar todas as medidas necessárias para cumprir com a sua responsabilidade em termos de estabilidade monetária e financeira”, garantiu hoje o banco central, em comunicado, acrescentando que está a monitorizar de perto os desenvolvimentos após o referendo de quinta-feira.

A vitória “brexit” no referendo britânico fez cair a libra nos mercados internacionais.

A divisa do Reino Unido caiu 8,61% face ao dólar, até aos 1,36 dólares, o seu nível mais baixo desde 1985, enquanto o euro perdeu 3,40% face ao dólar.

A perspetiva de uma rutura entre Londres e Bruxelas fez também cair as bolsas asiáticas.

Em Tóquio, o índice Nikkei caiu hoje 7,92% e o governador do Banco do Japão, Haruhiko Kuroda, comprometeu-se a fazer uso da permuta de divisas, entre outras medidas, para estabilizar os mercados.

Espera-se que o governador do Banco de Inglaterra, Mark Carney, amplie nas próximas horas as medidas a tomar pelo banco central britânico.

Os analistas antecipam que na abertura da Bolsa de Londres, às 08:00, o FTSE-100 pode chegar a cair cerca de 500 pontos, uma descida que pode arrastar outros índices europeus.

Os eleitores britânicos decidiram que o Reino Unido vai sair a União Europeia, depois de o 'Brexit' ter conquistado 51,9% dos votos no referendo de quinta-feira, segundo os resultados finais.

Os defensores da saída do Reino Unido do bloco europeu tiveram 17,41 milhões de votos e os partidários da permanência na União Europeia obtiveram 16,14 milhões de votos, de acordo os dados divulgados no portal da BBC, após ter terminado o apuramento em todos os 382 círculos eleitorais.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.