Espanha

Baltasar Garzón chamado a depor


 

Lusa / AO online   Internacional   29 de Abr de 2010, 10:38

O Tribunal Supremo espanhol citou esta quinta-feira o juiz Baltasar Garzón como arguido por alegados delitos de prevaricação e acções contra as garantias de intimidade por ter ordenado escutas a conversas na cadeia entre acusados num processo de corrupção.
A decisão foi tomada pelo juiz Alberto Jorge Barreiro, que instrui a queixa apresentada pelo advogado Ignacio Pelaez, representante de um dos arguidos no processo de corrupção conhecido como “caso Gurtel” e que envolve dirigentes do PP alegadamente envolvidos numa extensa rede de corrupção.

Garzón terá que depor no Tribunal Supremo no próximo dia 10 de Maio.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.