Baleeiro açoriano homenageado como pioneiro da colonização de Vancouver, Canadá

Baleeiro açoriano homenageado como pioneiro da colonização de Vancouver, Canadá

 

Lusa/AO Online   Regional   25 de Abr de 2015, 12:00

Os canadianos homenageiam hoje em Vancouver o baleeiro açoriano Joe Silvey, um dos pioneiros da colonização da costa ocidental e considerado um exemplo de miscigenação e tolerância.

A cerimónia consiste no descerrar de uma estátua de cinco metros que homenageia José Silva, que partiu da ilha do Pico em 1860 e foi dos primeiros ocidentais a instalar-se na zona onde fica a atual Vancouver.

A memória histórica do português está diretamente relacionada com o respeito dos povos indígenas, já que Joe Silvey foi um dos defensores das populações locais no contexto da corrida ao ouro na zona e casou com duas índias.

O monumento, localizado em Stanley Park, um espaço perto da zona portuguesa de Vancouver, foi concebido pelo bisneto de Silvey, o escultor Luke Marston, e inclui a estátua do baleeiro açoriano e das suas duas mulheres nativas, sobre uma calçada portuguesa, para fazer a ligação ao país de origem.

O percurso de Joe Silvey é a partir de hoje parte integrante do emblemático parque de Vancouver, uma das zonas turísticas nobres da cidade, que recebe anualmente, cerca de 2,5 milhões de visitantes.

O financiamento para o projeto incluiu contribuições governamentais tanto canadianas como portuguesas, dos Povos das Primeiras Nações, da família de Silvey, através de Luke Marston.

Mais recentemente, a cidade de Vancouver e o conselho do Parque de Vancouver associaram-se ao financiamento da obra.

Na Colúmbia Britânica, vivem cerca de 30 mil portugueses e luso-canadianos, a grande maioria em Vancouver e arredores, existindo também importantes comunidades em Kitimat e no vale do Okanagan.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.