Balança comercial com a Líbia continua desfavorável a Portugal


 

Lusa / AO online   Economia   14 de Fev de 2010, 12:37

O saldo comercial entre Portugal e a Líbia é desfavorável a Portugal em 297 milhões de euros, sendo que, em 2009, esta tendência se esbateu com o aumento das exportações e a quebra das importações.

De acordo com dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), as importações portuguesas com origem na Líbia sofreram um decréscimo de 659 milhões de euros, entre 2008 e 2009, passando dos 991 para os 332 milhões de euros.

No mesmo período, o valor das exportações para o mercado líbio mais do que duplicou, passando de 17 para 35 milhões de euros.

Depois de uma quebra entre 2005 e 2006, as exportações portuguesas para o país africano têm mantido uma tendência de subida, tendo o valor quadruplicado nos últimos dois anos.

Cerca de um quarto das mercadorias portuguesas exportadas para a Líbia são veículos automóveis para o transporte de mercadorias, seguindo-se as máquinas agrícolas e peças de cerâmica, como lavatórios, banheiras e sanitários.

É de salientar que os dois principais grupos de produtos exportados para a Líbia - veículos de mercadorias e máquinas agrícolas - não tinham qualquer representação no ano anterior, em que o material sanitário assumia a liderança das exportações.

De acordo com dados do INE, em 2008, havia 73 empresas portuguesas a exportar para a Líbia e 15 a importar.

Da Líbia, Portugal importa sobretudo óleos de petróleo, que representa cerca de um quarto do produto interno bruto (PIB) do país.

Segundo os dados do International Trade Centre (ITC), Portugal é o nono principal cliente da Líbia, representando 2,53 por cento das exportações do país e, como fornecedor, o mercado português ocupa a 42.ª posição, o que significa 0,14 por cento das importações daquele país.

A partir de segunda feira, cerca de 20 empresas portuguesas participam na 1.ª edição da LipoExpo 2010, em Tripoli, uma exposição multisetorial que é coorganizada pela Associação Industrial de Portugal - Confederação Empresarial/ Feira Internacional de Lisboa (AIP-CE/FIL) e pela Al-Saraya Expo e conta com o apoio da embaixada portuguesa em Tripoli e da embaixada da Líbia em Lisboa.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.