Ambiente

Ave mais pequena da Europa 'mora' em Santa Maria

Ave mais pequena da Europa 'mora' em Santa Maria

 

Lusa/AO online   Regional   29 de Out de 2011, 21:18

 O Governo dos Açores decidiu incluir medidas específicas de conservação do habitat natural da 'Estrelinha-de-Santa-Maria', uma das mais raras aves da Europa, nas ações de conservação da laurissilva do Sítio Protegido do Pico Alto, em Santa Maria.

"Trata-se de uma ave gravívora, que depende da vegetação natural de grãos, que é muito reduzida na ilha de Santa Maria", afirmou Álamo Menezes, secretário regional do Ambiente, em declarações à Lusa, acrescentando que as medidas agora decididas envolvem "a substituição da vegetação invasora por vegetação natural". Álamo Menezes salientou ainda que esta ave, a mais pequena da Europa, com um peso entre três e cinco gramas, "não tem inimigos naturais, ninguém a caça", pelo que o seu problema "é a falta de habitat". O projeto de conservação hoje decidido pelo executivo regional servirá também, segundo o secretário regional, para "avaliar o estado da população" desta pequena ave e definir medidas adequadas à sua conservação. "É uma ave muito pequena, que faz voos muito curtos pelo que cria endemismos em ilhas, já que não consegue voar distâncias longas", frisou. No arquipélago dos Açores existem três subespécies desta ave, sendo a de Santa Maria a mais pequena e a mais ameaçada, estando classificada em risco crítico de extinção.  As duas outras subespécies existem em S. Miguel e nas ilhas do Grupo Central.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.