Avaria em plataforma petrolífera no mar da Noruega obriga a retirada de 374 pessoas

Avaria em plataforma petrolífera no mar da Noruega obriga a retirada de 374 pessoas

 

Lusa/AO online   Internacional   7 de Nov de 2012, 09:39

A companhia petrolífera norueguesa Statoil anunciou que tem em curso uma operação de retirada de 374 pessoas de uma plataforma no mar da Noruega, depois de ter sido detetada uma avaria na estrutura.

"Projetamos a retirada do pessoal não essencial e estamos a estudar a melhor forma de os retirar de helicóptero", disse o porta-voz do grupo Ola Anders Skauby, precisando que a operação abrange "a maioria das pessoas a bordo".

A plataforma Floatel Superior, que é uma unidade de alojamento no campo de hidrocarbonetos de Njord, começou hoje de manhã a inclinar-se por causa da entrada de água num dos pontões flutuantes.

A estrutura ficou estabilizada cerca de uma hora depois da avaria através da inundação parcial dos restantes pontões, explicou Skauby.

"Normalmente temos dois níveis de proteção contra as vias de água e, como só nos resta um, decidimos retirar as pessoas não essenciais à segurança", acrescentou.

Cinco helicópteros encontram-se no local, onde as condições meteorológicas são difíceis, segundo a Statoil.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.