Auxiliar de enfermagem espanhola regista "leve melhoria"

Auxiliar de enfermagem espanhola regista "leve melhoria"

 

Lusa/AO online   Economia   14 de Out de 2014, 18:50

A auxiliar de enfermagem infetada com o vírus do Ébola registou uma "leve melhoria no seu estado clínico", encontrando-se estável, disse o diretor geral do Hospital Carlos III, onde a mulher está internada.

 

“A paciente encontra-se estável dentro da gravidade [da doença]. A equipa que a atende verifica uma leve melhoria do seu estado clínico”, disse Antonio Andreu.

“É uma notícia que continua a dar esperança à equipa clínica que está a envidar todos os esforços no tratamento da Teresa Romero Ramos”, afirmou.

Andreu falava no Palácio da Moncloa, depois da reunião do Comité Cientifico que acompanha a crise do Ébola em Madrid, numa conferência de imprensa em que quis “reconhecer e agradecer” o nível de “compromisso e profissionalismo” da equipa médica envolvida no tratamento.

“Temos que ser muito prudentes. A situação de gravidade mantém-se. Mas cada dia que passa é um dia que se ganha”, disse.

As restantes 15 pessoas internadas no Hospital Carlos III, considerados contactos de alto risco, “permanecem completamente assintomáticos” sendo que aqui, “também cada dia que passa é cada dica que se ganha”.

Caso esta situação se mantenha até 27 de outubro “dá-se por finalizada a situação de risco destas situações”.

Andreu insistiu que a situação do surto está “sob controlo total das autoridades sanitárias” e que a paciente infetada continua a ter acesso “a todas as medidas terapêuticas” necessárias para o seu tratamento.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.