Itália

Autarquia italiana quer multar mulheres que usam roupa muito decotada


 

Lusa/AO online   Internacional   25 de Out de 2010, 12:00

Numa cidade costeira da província de Nápoles, Castellammare di Stabia, vota-se esta segunda-feira um novo regulamento da Polícia Municipal que prevê multas até 500 euros a quem usar vestidos demasiado decotados ou minissaias excessivamente curtas.
O novo regulamento, considerado um “decálogo” das boas maneiras pelo autarca da cidade, Luigi Bobbio, define coimas entre os 25 e os 500 euros para quem andar de fato de banho pelas ruas, for apanhado a dizer palavrões em lugares públicos ou usar vestidos demasiado curtos.

De acordo com a agência EFE, Luigi Bobbio explicou que não se trata de proibir as pessoas de usar minissaias, mas sim multar quem mostre a roupa interior. Nesse sentido, caso o regulamento seja aprovado, não será também permitido usar camisas que mostrem o soutien ou calças de cintura descida.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.