Austrália inclui Estado Islâmico na lista de organizações terroristas


 

Ao/Lusa   Internacional   12 de Jul de 2014, 09:03

A Austrália incluiu na sua lista de grupos terroristas o Estado islâmico, anteriormente designado Estado Islâmico no Iraque e no Levante, uma organização extremista que em junho declarou um califado nos territórios da Síria e Iraque, informou a imprensa local.

 

O procurador-geral George Brandis disse que qualquer cidadão australiano que integre ou financie o grupo poderá incorrer numa pena de prisão de até 25 anos, segundo a ABC.

George Brandis afirmou que a medida “reforça a mensagem do Governo para os stralianos que pensem em participar nos conflitos da Síria ou do Iraque”, e indicou que essas atividades são ilegais.

As autoridades das Filipinas detiveram na sexta-feira, em território filipino, o australiano Robert Edward Musa Cerantonio, considerado um dos principais difusores do fundamentalismo islâmico pela Internet e defensor do Estado Islâmico.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.