Birmânia

Aung San Suu Kyi será libertada em Novembro

Aung San Suu Kyi será libertada em Novembro

 

Lusa/AO online   Internacional   30 de Set de 2010, 16:05

A líder da oposição na Birmânia, Aung San Suu Kyi, em prisão domiciliária desde 2003, será libertada uma semana depois das eleições legislativas no país, marcadas para 07 de Novembro, anunciaram esta quinta-feira membros da junta militar no poder.
"A detenção será terminada em 13 de Novembro, uma semana depois das eleições na Birmânia. (Aung San Suu Kyi) Será libertada conforme a lei", indicaram as fontes oficiais birmanesas, citadas pela agência noticiosa francesa AFP.

A libertação de Aung San Suu Kyi, laureada com o prémio Nobel da Paz em 1991 e privada de liberdade durante a maioria dos últimos 21 anos, foi exigida pela comunidade internacional e por organizações de defesa dos direitos humanos desde a sua detenção tendo sempre como resposta o silêncio da junta militar chefiada pelo "generalíssimo" Than Shwe.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.