Aumentam visitantes ao único centro de Ciência Viva nos Açores

Aumentam visitantes ao único centro de Ciência Viva nos Açores

 

Lusa/AO Online   Regional   3 de Mar de 2016, 09:03

O único centro da rede nacional Ciência Viva nos Açores, o Expolab, em Lagoa, recebeu quase 15 mil visitantes em 2015, o que representa um aumento de 20,5% face a 2014, revelou hoje o diretor da instituição.

 

“Em 2015 nós recebemos 14.560 visitantes, o que significou em relação a 2014 um aumento de 20,5%”, afirmou à agência Lusa João Paulo Constância, acrescentando que destes, “3.191 visitantes correspondem a eventos externos, como congressos informáticos ou feiras de ciência”.

O Expolab, localizado na cidade da Lagoa, ilha de São Miguel, é um centro de Ciência Viva gerido pela Sociedade Afonso Chaves e financiado pela Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia. Tem como principal objetivo a divulgação científica nos domínios das ciências naturais e da tecnologia.

Desde de setembro de 2012 que o Expolab pertence à rede nacional de Ciência Viva.

João Paulo Constância referiu que o público que visita o Expolab é diversificado, sendo que durante a semana são, sobretudo, alunos de escolas e crianças que frequentam espaços de tempos livres, enquanto ao0 fim de semana são mais famílias e um número crescente de turistas.

“Nós ainda estamos em fase de crescimento ao nível da notoriedade. O Expolab já é muito conhecido entre o público escolar e temos conseguido conquistar outros públicos mais localizados, que têm a ver com pessoas mais interessadas com questões ambientais ou de tecnologia”, disse o diretor da organização sem fins lucrativos, que conta com cinco colaboradores.

Constituído por três laboratórios, duas salas de exposições, uma sala de módulos interativos e vários espaços polivalentes, o Expolab acolhe ao longo do ano várias mostras, palestras, experiências laboratoriais, jogos e ateliês para várias idades.

João Paulo Constância destacou que, no último ano, o evento “Noite da Ciência” atraiu numa só noite 856 visitantes, um evento que promoveu um conjunto alargado de atividades, envolvendo todos os centros de ciência da região autónoma, investigadores da Universidade dos Açores e diversas entidades que promovem a cultura científica.

O diretor da Expolab adiantou que para 2016 estão previstas várias atividades no âmbito das comemorações dos 20 anos da Ciência Viva em Portugal, sendo que já na terça-feira será assinalado o Dia Internacional da Mulher com uma palestra a cargo de uma cientista na Universidade dos Açores, que “visa sublinhar a importância do papel da mulher na investigação científica”.

De acordo com a página na Internet da Ciência Viva, existem em Portugal 20 centros, dois quais dois estão nos Açores e na Madeira.

A Ciência Viva – Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica nasceu em 1996 para promover a cultura científica e tecnológica na sociedade portuguesa, em particular junto dos mais jovens.

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.