Auditoria às contas da CCIPD detectou apenas irregularidades

Auditoria às contas da CCIPD detectou apenas irregularidades

 

Luís Pedro Silva   Regional   20 de Mar de 2010, 15:01

A auditoria efectuada às contas da Câmara de Comércio e Indústria de Ponta Delgada (CCIPD), durante a gestão de Costa Martins, detectou irregularidades financeiras mas nenhuma ilegalidade, conforme anunciou Mário Fortuna, actual presidente da CCIPD, durante a Assembleia Geral com associados, realizada ontem ao final da tarde em Ponta Delgada.

Mário Fortuna explicou que as irregularidades detectadas estavam relacionadas com critérios objectivos e transparentes na elaboração e apresentação das contas. “Não estávamos à procura de irregularidades, mas queríamos verificar se os critérios utilizados para os registos das operações eram os critérios mais correctos. Não eram os critérios mais correctos, por isso, em contas anteriores existiam reservas do Revisor Oficial de Contas (ROC). Aquilo que fizemos foi limpar as contas destas reservas para serem aprovadas completamente limpas, obedecendo aos critérios que não lancem qualquer dúvida”, explicou. A auditoria não detectou nenhuma ilegalidade na gestão de Costa Martins, como presidente da CCIPD.

Os associados da Câmara do Comércio durante a assembleia aprovaram por unanimidade o relatório e contas de 2009, e o plano de actividades para 2010.

Mário Fortuna, presidente da direcção da CCIPD, apresentou um resultado positivo de 53 mil euros nas contas de 2009, enquanto que em 2008 o resultado positivo apenas atingiu os 16 mil euros. O projecto do plano de actividades para 2010 apresenta uma projecção de lucro de 11 mil euros.

Leia esta notícia na íntegra no jornal Açoriano Oriental de Domingo,
Dia 20 de Março de 2010


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.