Atividades ao ar livre suspensas nas escolas da China devido à poluição

Atividades ao ar livre suspensas nas escolas da China devido à poluição

 

AO/Lusa   Internacional   6 de Dez de 2015, 13:11

As escolas em Pequim vão ter as suas atividades ao ar livre suspensas por três dias devido a novos picos de poluição atmosférica, anunciaram os meios de comunicação oficiais.

 

“Os jardins de infância, escolas primárias e estabelecimentos de ensino secundário deverão suspender as suas atividades no exterior de segunda a quarta-feira” devido a um novo alerta “laranja” emitido pelas autoridades, indicou a agência de notícias Nova China, citando o departamento municipal de educação.

Com as temperaturas em queda, por volta de zero graus, Pequim começou a semana com um denso nevoeiro branco, impregnado com um odor forte de carvão, que limitava a visibilidade.

A densidade de partículas de 2,5 mícrons de diâmetro (PM 2,5), perigosas para a saúde, entre segunda e terça-feira tinha alcançado mais de 600 microgramas por metro cúbico, de acordo com os níveis de referência medidos pela embaixada dos EUA em Pequim.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda um limite médio de apenas 25 microgramas em vinte e quatro horas.

Principal país poluidor no mundo, a China anunciou na quarta-feira a sua intenção de reduzir em 60% as emissões dos “principais poluentes” das suas fábricas de carvão até 2020, modernizando as estruturas.

Esta revelação foi feita durante a conferência do clima (COP21), em Paris, sobretudo para acalmar a exasperação popular com esta situação de grande poluição no país.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.