Atividade económica mantém recuperação e consumo privado diminui em maio

Atividade económica mantém recuperação e consumo privado diminui em maio

 

Lusa/AO online   Economia   17 de Jun de 2015, 15:22

O indicador de atividade económica prosseguiu em maio a melhoria verificada desde o início do ano passado, mas o indicador do consumo privado caiu, mantendo-se a trajetória ligeiramente descendente verificada desde meados de 2014.

 Segundo dados divulgados pelo Banco de Portugal, o indicador coincidente mensal para a evolução homóloga da atividade económica passou para os 0,7% em maio, depois de em abril ter sido de 0,6%.

Numa análise do acumulado do trimestre terminado em maio, o indicador da atividade económica subiu 0,6% em maio.

Relativamente ao indicador coincidente mensal para a evolução homóloga do consumo privado, em maio, caiu para os 1,7% depois de ter ficado nos 1,8% nos três meses anteriores, "dando continuidade ao movimento ligeiramente descendente observado desde meados de 2014".

Considerando o trimestre terminado em maio, o indicador do consumo privado permaneceu nos 1,8%.

Os indicadores coincidentes são indicadores compósitos que procuram captar a evolução subjacente da variação homóloga do respetivo agregado macroeconómico, apresentando assim "um perfil mais alisado" e não se destinando a refletir em cada momento do tempo a evolução da taxa de variação homóloga do respetivo agregado de Contas Nacionais.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.