Atividade da reabilitação urbana cresceu 23% em novembro em termos homólogos

Atividade da reabilitação urbana cresceu 23% em novembro em termos homólogos

 

Lusa/AO Online   Economia   29 de Dez de 2015, 11:54

O nível de atividade da reabilitação urbana aumentou 23% em novembro deste ano, em termos homólogos, o dobro do registado em outubro (11,5%), segundo o barómetro da Associação dos Industriais da Construção Civil e Obras Públicas (AICCOPN) hoje divulgado.

 

Com base num inquérito aos empresários do setor da reabilitação urbana, realizado pela AICCOPN, verificou-se um “forte aumento” no mês de novembro, com a carteira de encomendas a crescer 12,4%, havendo, porém, uma queda de 18,6% nas licenças emitidas pelas autarquias em termos homólogos.

“Verifica-se uma aceleração da tendência crescimento do nível de atividade das empresas que operam neste segmento”, considerou a associação do setor, face aos valores apresentados pelo barómetro.

A evolução positiva do nível de atividade da reabilitação urbana acompanhou também a carteira de encomendas, que “regista variações homólogas positivas desde agosto de 2014”.

Em relação ao licenciamento de obras de reabilitação urbana, as Câmaras Municipais emitiram até outubro deste ano 4.530 licenças, o que traduz “uma quebra global de 18,6%, face às 5.568 licenças emitidas no período homólogo de 2014”.

A redução de licenciamentos resulta de um decréscimo de 11,2% das licenças emitidas destinadas a edifícios habitacionais (2.325 licenças emitidas) e de 25,3% nos edifícios não residenciais (2.205 licenças emitidas), revelou o barómetro.

Fundada em 1892, a AICCOPN é uma associação de âmbito nacional, que representa cerca de 8.000 empresas do setor da construção civil e obras públicas.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.