Atiradora da Califórnia jurou obediência a líder do grupo Estado Islâmico

Atiradora da Califórnia jurou obediência a líder do grupo Estado Islâmico

 

Lusa/AO online   Internacional   4 de Dez de 2015, 16:14

Investigadores pensam que a atiradora da Califórnia, Tashfeen Malik, escreveu na rede social Facebook antes do tiroteio que protagonizou, jurando obediência ao líder do grupo extremista Estado Islâmico (EI) Abu Bakr al-Baghdadi, noticiou a imprensa norte-americana.

 

Um responsável próximo da investigação disse que Malik escreveu no Facebook a partir de uma conta com outro nome.

As autoridades não explicaram como sabem que Malik é a autora do 'post', noticiou a estação televisiva CNN.

Malik e o seu marido norte-americano, Syed Farook, irromperam na quarta-feira numa festa de final de ano em San Bernardino, no Estado da Califórnia, e abriram fogo na sala que estava cheia de colegas de trabalho de Farook, matando 14 e ferindo mais de 20.

"Neste momento, pensamos que eles eram mais auto-radicalizados e inspirados pelo grupo [extremista Estado Islâmico], e que não receberam propriamente ordens para fazer o tiroteio", disse ao diário The New York Times, uma fonte que também relatou que Malik terá jurado lealdade ao EI num 'post' do Facebook, mas que não há quaisquer provas de que o grupo 'jihadista' tenha ordenado à mulher que perpetrasse o ataque.

Os agentes do FBI (polícia federal norte-americana) têm estado a passar a pente fino telemóveis e o disco rígido de um computador deixado para trás pelo casal, para tentar encontrar um motivo para o massacre.

A CNN, citando as autoridades, tinha antes noticiado que Farook estivera em contacto, no estrangeiro, com suspeitos de terrorismo identificados e que se tinha tornado radical depois de se casar com Malik, na Arábia Saudita, no ano passado, embora um imã de uma mesquita local que ele frequentava tenha dito que Farook não mostrava quaisquer sinais disso.

O Times noticiou que o FBI tem provas de que Farook comunicou com extremistas dentro dos Estados Unidos e no estrangeiro há alguns anos.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.