Atentado à bomba mata dirigente dos serviços secretos no Daguestão


 

Lusa/AO online   Internacional   2 de Set de 2010, 15:20

O responsável pelo Serviço Federal de Segurança (FSB, ex-KGB) da Rússia no Daguestão foi morto esta quinta-feira, devido à explosão de uma bomba colocada no seu automóvel, anunciaram as autoridades daquela república russa do Cáucaso do Norte.
O tenente-coronel Akhmed Abdullaev dirigia o Departamento do FSB da região de Tzumadinsk, no Daguestão.

Segundo as autoridades, a explosão ocorreu hoje de manhã, quanto o tenente-coronel se sentava no carro de serviço. Um polícia que se encontrava perto do local viu dois desconhecidos que tentavam refugiar-se num bosque, mas foi gravemente ferido a tiro quando perseguia os fugitivos.

A polícia anunciou a liquidação de um guerrilheiro que alegadamente tinha assassinado um agente da OMON (destacamento especial) em Makhatchkala, capital do Daguestão.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.