Argélia

Ataque contra polícias reivindicado por ramo da Al-Qaida no Magreb


 

Lusa / AO online   Internacional   1 de Jul de 2010, 18:09

Uma emboscada que provocou na quarta-feira a morte de 11 polícias argelinos foi reivindicada pela ramificação magrebina da Al-Qaida, disse à agência France Presse no Mali uma fonte ligada à segurança.

O ataque teve lugar em Tinzaoutine, na fronteira entre a Argélia e o Mali, tendo os atacantes fugido para o norte deste país, segundo a imprensa argelina.

Não foi divulgada qualquer informação oficial sobre esta operação, a primeira do género a ocorrer desde há quase um ano.

A Al-Qaida no Magreb Islâmico (AQMI) reivindicou o ataque num comunicado lançado sobre a forma de panfleto na fronteira entre o Mali e a Argélia, declarou à France Presse em Bamako a fonte citada.

A imprensa argelina atribui a operação ao grupo de Abu Zeid, um dos chefes da AQMI na região onde Moktar Belmoktar, um outro 'emir' dos grupos armados está igualmente activo


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.