Astrónomos captam imagens da Via Láctea de onde se formas as futuras estrelas

Astrónomos captam imagens da Via Láctea de onde se formas as futuras estrelas

 

Lusa/AO online   Ciência   24 de Fev de 2016, 10:08

Um grupo de astrónomos obteve, através do telescópio APEX do deserto chileno de Atacama, uma "espetacular" imagem da Via Láctea que mostra no chamado "plano galáctico" as "massivas nuvens frias onde se formam as novas gerações de estrelas".

As novas imagens difundidas pelo Observatório Europeu Austral (ESO) permitiram elaborar um novo Mapa Atlasgal (um guia para os astrónomos), combinando os dados recolhidos pelos telescópios APEX e Planck, explicou o ESO, num comunicado hoje divulgado.

“O Atlasgal proporciona uma excitante vista onde se formará a geração seguinte de estrelas de grande massa”, disse a especialista do Instituto Max Planck de Radio Astronomia de Bona (Alemanha) Timea Csengeri, encarregada de coordenar a informação recolhida pelo Planck e o APEX.

A nova fotografia espacial permite observar pela primeira vez a partir do hemisfério sul em cumprimentos de onda submilimétricos o universo frio, ou seja, massas de gás e pó, “umas dezenas de graus por cima do zero absoluto”.

Em concreto, o mapa cobre uma área do céu situada numa franja de 140 graus de comprimento e três graus de largura, além de melhorar a qualidade das imagens anteriores de algumas dessas regiões da galáxia em que se aloja a Terra.

“O Atlasgal permitiu-nos ter uma nova imagem transformadora da densidade média inter estrelar da nossa própria galáxia” e “abre a possibilidade de escavar neste maravilhoso conjunto de dados para novas descobertas”, resumiu o cientista do Observatório Europeu Austral Leonardo Testi.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.