Associação propõe intervenção social com crianças através de marionetas nos Açores

Associação propõe intervenção social com crianças através de marionetas nos Açores

 

Lusa/AO Online   Regional   10 de Mai de 2016, 09:58

A associação Solidaried'arte quer implementar este ano, na ilha de São Miguel, um projeto de intervenção pela arte junto de crianças, recorrendo a teatro com marionetas para abordar temáticas como o insucesso escolar ou o bullying.

 

“Este é um projeto de prevenção primária, de intervenção direta, utilizando a técnica das marionetas. Elas servirão para abordar temáticas e diferentes problemáticas”, afirmou hoje à agência Lusa o presidente da associação, Leonardo Sousa, apontando os casos de absentismo e insucesso escolar, mas também da sensibilização ambiental, ‘bullying’ ou os riscos na Internet.

O projeto, orçado em 52 mil euros, resultou de um inquérito feito a juntas de freguesia e instituições particulares de solidariedade social da ilha, bem como de uma experiência envolvendo marionetas junto de crianças.

Leonardo Sousa explicou que o projeto de intervenção social pela arte vai estar junto das escolas e atividades de tempos livres das 24 freguesias do concelho de Ponta Delgada, assim como “junto das crianças em idade escolar que estão fora destes circuitos”.

“Está pensado para não precisar de uma estrutura física. É chegar ao espaço ser montado e poder ser apresentado às crianças que estão na rua, nos bairros”, referiu o responsável, acrescentando que o objetivo é ter como público crianças do pré-escolar até ao 6.º ano de escolaridade.

Segundo Leonardo Sousa, o projeto já recebeu 18 mil euros da Direção Regional da Juventude dos Açores para constituir equipas especializadas para pensar as histórias, enquanto aguardam o resultado de uma segunda candidatura a fundos comunitários, de forma a adquirir “material e pôr o projeto na rua”.

O responsável informou que deseja avançar com a iniciativa, com a duração prevista de dois anos, no início do próximo ano letivo.

Leonardo Sousa adiantou que, embora o projeto esteja pensado para o concelho de Ponta Delgada, gostaria que o mesmo pudesse ser alargado a outros concelhos de São Miguel e às outras ilhas.

O presidente da associação revelou, ainda, que para junho está prevista a deslocação a São Miguel de um especialista do continente em marionetes para dar formação nesta área aos animadores que irão para o terreno contar as histórias e interagir com as crianças.

A Solidaried’arte é uma associação de integração pela arte e cultura de públicos em situação de exclusão ou em risco de exclusão, que trabalha em São Miguel desde 2008.

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.