Associação de dadores de sangue queixa-se de atraso na verba a pagar pelo IPST

Associação de dadores de sangue queixa-se de atraso na verba a pagar pelo IPST

 

Lusa/AO Online   Nacional   11 de Mai de 2017, 13:01

A associação de dadores de sangue do concelho de Aveiro queixa-se de que o Instituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST) ainda não transferiu o apoio financeiro previsto na lei respeitante aos resultados obtidos no ano passado.

 

Fonte do IPST disse à agência Lusa que as verbas para as associações de dadores de sangue foram transferidas na quarta-feira, mas a associação do concelho de Aveiro garante que hoje ainda não tem o dinheiro na conta.

“Aos 11 dias do mês de maio a associação de dadores de sangue do concelho de Aveiro (Adasca) ainda não recebeu da parte do IPST o apoio financeiro previsto na lei, valor respeitante aos resultados obtidos no ano 2016”, refere uma nota enviada pela associação.

O presidente da Adasca, Joaquim Carlos, adiantou à Lusa que a associação deve receber mais de 10 mil euros do IPST, dinheiro que hoje de manhã não tinha ainda chegado.

Segundo o dirigente, outras associações de doentes estão na mesma situação, ainda sem terem recebido o dinheiro relativo aos resultados obtidos em 2016.

Estas associações de doentes ajudam nas colheitas de sangue, quer através de divulgação e promoção da dádiva, quer através de brigadas que visem assegurar resposta às necessidades de sangue.

Joaquim Carlos queixou-se à Lusa de que a associação de dadores de sangue do concelho de Aveiro tem, neste momento, dívidas que não consegue saldar por não ter a verba que devia ser transferida pelo IPST.

“Já nem dinheiro para pagar o telefone esta associação tem disponível. O que vamos fazer?”, questiona.

 

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.