Associação de apoio a deficentes nos Açores vai ter novo espaço


 

Lusa/AO Online   Regional   14 de Nov de 2016, 10:15

A associação Aurora Social, em Ponta Delgada, vai ter um novo centro de apoio à deficiência, aumentando a capacidade de resposta, mas o novo espaço não permite ultrapassar as dificuldades na valência de emprego apoiado aos utentes.

“Em termos de funcionamento vai melhorar, mas fica sempre aquela lacuna de não termos continuado com o projeto inicial que vinha responder à necessidade de integração da pessoa com deficiência no mercado de trabalho”, afirmou hoje a presidente da associação Aurora Social, Cristina Amaral, em declarações à agência Lusa.

A Aurora Social, associação de promoção de emprego apoiado na ilha de São Miguel, foi fundada em 1994, tem 30 utentes com idades superiores aos 20 anos, integrados no centro de atividades ocupacionais e numa área produtiva, nomeadamente uma cozinha industrial, esta última com "o objetivo de obter mais recursos financeiros" para a associação, onde são confecionadas diariamente refeições para empresas externas e para eventos.

Localizada num imóvel antigo, a instituição depara-se com problemas de falta de espaço para as suas atividades e para acolher mais utentes.

A presidente da associação disse que "há muito tempo" que a capacidade de resposta da Aurora Social "está esgotada" e a construção de um novo edifício "é um sonho de há muitos anos".

Cristina Amaral lamenta que tenha sido "abandonado o projeto inicial", que previa a construção de "um equipamento de raiz vocacionado para determinados ofícios” e, dessa forma, “poder integrar os utentes em nichos de trabalho de forma protegida, tal como existe no continente e com sucesso".

“É muito complicado conseguir integrá-los. Temos alguns casos de pessoas que foram integradas, mas são poucos”, sustentou a dirigente.

A alternativa face ao abandono do projeto inicial foi a reabilitação de um edifício e, simultaneamente, ter um espaço partilhado com outra instituição, a associação de autismo, num investimento de cerca de dois milhões de euros financiado pelo Governo Regional.

Segundo a presidente da associação Aurora Social, o Centro de Apoio à Deficiência ficará localizado na freguesia de São Sebastião.

“Já entregámos os projetos de especialidade na Câmara Municipal de Ponta Delgada e só depois da aprovação é que se pode avançar para o concurso e só em 2018 é que deveremos ir para as novas instalações”, adiantou Cristina Amaral, acrescentando que será também construída uma nova cozinha, além de um espaço para venda das refeições e doçaria.

A presidente da associação apontou ainda que "são muitos os obstáculos que existem à integração da pessoa com deficiência, apesar de se proclamar e promover o contrário".

“Além das barreiras arquitetónicas, a inclusão no mercado do trabalho é outro problema com que se debatem estes utentes, já que a própria legislação limita a entrada de pessoas com deficiência na função pública e a iniciativa privada também os exclui”, afirmou.

 


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
 
Termos e Condições de Uso.